Make your own free website on Tripod.com

Boletim Informativo da CEL Cristo Redentor - Campo Largo - Paraná
Edição on-line de Setembro de 2000

Meditação:

Cristianismo e Eleições

As eleições municipais estão se aproximando. Em outubro estaremos elegendo os novos prefeitos e vereadores em todos os municípios do Brasil.

Estas eleições são muito importantes, uma vez que elas estarão indicando aqueles que serão responsáveis pelo cuidado da cidade em que vivemos. Prefeito e vereadores, em nome da população, irão definir quais as prioridades e quais obras devem ser realizadas.

Os cristãos têm uma grande responsabilidade nestas eleições. Não é possível que o cristão fique fora, como se não tivesse nada a ver com o evento.

Desde o começo dos tempos, os povos precisaram de governantes. Eles existem para manter a ordem em cada região. E todas as pessoas devem participar da escolha destes líderes, verificando suas propostas e também conhecendo sua história pregressa, a fim de que possa saber se é alguém capaz, responsável e honesto.

Também desde o princípio dos tempos, houve partidarismo. Cada grupo defende idéias próprias, mostrando a sua maneira de ver o governo e o seu trabalho. Isto não está errado, ao contrário, possibilita que todos possam ter uma idéia de cada opinião e, assim, optar por aquela que julgar mais apropriada ou que mais lhe agrada.

O cristão deveria estar entre aqueles que pleiteiam um cargo de liderança, desde que seja alguém apto a ocupar um cargo público. Do contrário, deve ajudar a que todos escolham aquele que estiver mais capacitado, independente deste ser cristão ou não. Lutero, certa vez, disse que é muito melhor ter um ateu competente como governador, do que um cristão que não esteja em condições de exercer o cargo.

Por outro lado, não basta apenas escolher um bom candidato e depois abandoná-lo. A responsabilidade de cuidar da cidade ou da nação não é exclusividade das autoridades. Os outros cidadãos também são responsáveis. E exercem sua responsabilidade, respeitando as autoridades, cuidando das coisas públicas, zelando para a manutenção da paz e da ordem na vizinhança onde mora, pagando seus impostos em dia e, no caso dos cristãos, orando pelos seus governantes. 

Na Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada, encontramos muitas instruções a respeito. A primeira delas está em Êxodo 20.12, onde Deus diz: Honra a teu pai e tua mãe. Este é o quarto mandamento, e ele não se refere apenas aos nossos progenitores, mas se estende a todos os que exercem autoridade sobre nós. A todos eles Deus quer que honremos. Outra instrução está em Jeremias 29.7, onde Deus recomenda: Trabalhem para o bem da cidade para onde eu os mandei. Orem a mim, pedindo em favor dela, pois se ela estiver bem, vocês também estarão bem. Este texto dispensa qualquer comentário. E há ainda Romanos 13.1, onde Paulo nos escreve: Que todos obedeçam às autoridades. Porque não existe nenhuma autoridade sem a permissão de Deus, e as que existem foram colocadas por ele. Portanto, sejamos sábios, pedindo que Deus nos oriente na escolha de nossos candidatos. E depois de eleitos, que nós oremos por eles, sejam eles os que escolhemos ou os adversários. Deus os colocou lá. 

Rev. Éder Carlos Wehrholdt)


Ofertas

Oferta Proporcional

    Ofertar é algo normal e natural para o cristão. Para entendermos e praticarmos a oferta, precisamos ter conhecimento dos planos de Deus em relação à humanidade. Estes planos se resumem na obra criadora, redentora e santificadora da Trindade de Deus.

    E quem conhece e tem benefício com estas obras? São todos aqueles que têm fé e certeza de que Deus agiu por eles - ou seja, nós cristãos.

    Portanto, poder ofertar é um privilégio de cristãos que conseguem ver, por sua fé, o grande amor de Deus agindo por eles, apesar de serem pecadores.

    A responsabilidade do cristão dentro dos planos de Deus, traduz-se na palavra mordomia. A mordomia cristã é a atividade livre, alegre e responsável do filho de Deus, da família de Deus, a Igreja:

  • como resposta ao amor de Deus em Cristo;

  • na administração de toda a vida e recursos da vida;

  • de uma maneira agradavel a Deus e em parceria com ele;

  • voltada para o propósito último de glorificar a Deus;

  • pelo fazer discípulos de todas as nações.

OFERTAR É DOM DE DEUS
    Dentro desta responsabilidade temos nossas ofertas como sinal de fé. Saber ofertar é um dom divino e uma responsabilidade pessoal. Por isso: todos os gastos que faço refletem uma visão cristã de valor? Minhas ofertas representam a melhor parte dos meus rendimentos? As finalidades espirituais recebem prioridade? Minhas ofertas são feitas por amor a Jesus, que é quem recebe as ofertas? Minhas ofertas representam parte ou percentagem generosa de meus rendimentos? Estou disposto a viver sem alguns dos luxos atuais, a fim de compartilhar parte maior dos meus bens com o Mestre? estou disposto a aumentar percentualmente minhas ofertas?

 

AS OFERTAS PROPORCIONAIS
   
A única maneira correta para se ofertar é agir como filho de Deus, como cristão. Dentro desta realidade, a atitude frente aos nossos rendimentos sempre será uma atitude agradável a Deus. Deus, através do apóstolo Paulo, entre outros, nos sugere um método para ofertar. Em 1 Coríntios 16.2 lemos: No primeiro dia da semana separem e guardem algum dinheiro, de acordo com o que cada um conseguir. Assim não haverá necessidade de recolher ofertas quando eu chegar.

    Esta orientação de Deus nos leva a pensar sobre a oferta como sendo:

 

PERIÓDICA...
    Quer dizer, que segue um período. A oferta surge a partir do momento em que temos rendimentos (salário, lucros, mesada, pensão etc.). Os rendimentos são frutos de nossas habilidades, talentos, dons que trocamos por dinheiro. A partir do momento em que temos o dinheiro, como cristãos, também temos a responsabilidade de dirigir parte para os propósitos de Deus em meio a seu povo.

    O período depende de cada ofertante, pois aquele que tem rendimento mensal pode ofertar mensalmente e aquele que tem rendimento semanal, pode ofertar semanalmente e assim por diante.

 

PESSOAL...
   
Assim como a fé é pessoal, também a responsabilidade é pessoal nas ofertas. A prestação de contas perante Deus sempre é individual.

    Mas podemos nos auxiliar a fim de sermos responsáveis pessoalmente. Aqui os pais têm uma grande oportunidade de ensinar a responsabilidade cristã a seus filhos, assim como a igreja a seus membros.

 

PRUDENTE
   
A palavra prudente sugere uma atitude sensata, justa, piedosa. Nenhum cristão quer enganar a si mesmo, ao próximo ou a Deus. O controle dos seus rendimentos dará condições para que o cristão oferte a melhor parte.

    Um cristão prudente não busca desculpas, mas procura agir como cristão. A prudência de Deus em relação ao pecado do homem é nossa fonte e exemplo para nossas ofertas. Nós amamos, servimos e ofertamos porque Deus já o fez por nós.

 

PROPORCIONAL
   
A proporcionalidade quer dizer uma percentagem generosa do rendimento,as primícias, o melhor daquilo que realmente pode se ofertar. É uma decisão expontânea e voluntária.

    O cristão define sua proporcionalidade a partir da proporcionalidade do amor de Cristo por ele e oferta aquilo que tem e não aquilo que não possui.

    Para se calcular o percentual da renda, é preciso agir como cristão e filho de Deus, que proporciona um coração voluntário. Definir a percentagem do ganho bruto ou líquido não apresentará problemas quando o coração e a mente estiverem receptivos à proporcionalidade do amor de Deus pelo pecador.

    As primícias são ofertas primeiras, e não sobras. São ofertas que colocam nas mãos de Deus o curso de toda a vida. Não se oferta primícias pensando que aquela quantia irá fazer falta até o final do mês. Não se oferta primícias depois de ter investido na família. Não se oferta primícias quando as necessidades da congregação mostram os limites da oferta.

    Além disso, a mordomia cristã pede a responsabilidade não só do que destinamos a Deus através de nossas ofertas. Todas as nossas posses precisam ser banhadas de um coração e espírito voluntário que quer servir a Deus.

 

PREVENTIVA
   
A prevenção traduz a idéia de evitar problemas ou falhas. Os cristãos carregam dentro de si, e lutam contra, a inimizade, cegueira e morte espiritual do velho homem que quer, sempre de novo, implantar em seus corações a idolatria, que é conseqüência do materialismo e da cobiça.

    Para cristãos que não controlam seu velho homem, ofertar é algo doloroso e um fato muito pesado. Mas, o evangelho que chama e depois move os cristãos a seguir o plano de Deus, igualmente os arma bem, para arrancarem sua vida das garras da cobiça. Um cristão previdente busca, na Palavra de Deus e nos Sacramentos, forças suficientes para livrar seu coração e mente das garras do materialismo.

    As ofertas destinadas ao serviço da igreja certamente demonstram uma experiência decisiva na mordomia pessoa, pois quando um membro não oferta ou serve com alegria, está indicando, por suas ações, que tem problemas espirituais.

    Preventiva também é a oferta do cristão que quer participar no trabalho de sua igreja. A manifestação pública de suas ofertas através de votos de oferta e testemunho de fé caracterizam um coração voluntário e serviçal dentro de sua comunidade.

 

OFERTAR É SER LIVRE PARA SERVIR
    Praticar a oferta percentual ou proporcional não é uma lei sobre o cristão; antes é um método prático e fácil de se seguir a fim de realmente depositarmos no altar do Senhor o que de melhor se pode. O cristão livre para servir busca formas e métodos de como melhor servir através de suas ofertas e de seus atos de mordomia. Sempre lembrando que métodos e formas não podem nos escravizar, mas nos ajudam a fim de sermos e fazermos tudo para a glória de Deus.

    Ao praticarmos a oferta percentual como Congregação, estamos unidos sob o mesmo Cristo, também nos unimos no mesmo sistema de oferta a fim de juntos, como povo de Deus, administrar as boas novas de Deus para o mundo pecador (Rev. Clóvis J. Prunzel, adaptado)

 

Coisas que se comentam

Cristãos sustentam Satanismo

Um jornal pertencente à Igreja Católica do Rio de Janeiro, em sua edição de Fevereiro deste ano, divulgou a seguinte nota: O presidente da empresa multinacional Procter & Gramble, que entre outros produtos, fabrica as fraldas descartáveis Pampers, o sabão em pó Ariel, as batatas fritas Pringles, xampus Pantene e mecidamento Vick, reconheceu publicamente, num programa de entrevistas, nos Estados Unidos, que parte dos seus lucros é destinado à manutenção da Igreja de Satanás, e sua seita satânica. Ele não tem medo de perder clientes ou lucros por admitir isso, porque afirmou: “Não há cristãos suficientes nos Estados Unidos, ou no mundo, que nos possam causar dano” E o jornal católico conclui: Está iniciada uma rede cristã de combate a todos os produtos desta marca, cabendo a cada cristão avisar o próximo sobre este perigoso consumo. (Texto extraído do Boletim Informativo da CEL Santa Cruz, de Ponta Grossa, edição de agosto 2000)

Cego, sem as mãos lê a Bíblia

Visitei um homem idoso, cego, paralítico e sem seus dois braços. Ao redor, no chão, estavam grandes placas. 

Quando lhe perguntei o que tinha acontecido, informou-me de um terrível acidente, que havia lhe causado a mutilação e todos os demais impedimentos físicos.

Inicialmente um grande desespero caiu sobre ele e o futuro parecia sem esperança alguma. Mas certo dia encontrei-me com Jesus Cristo. Pela fé tenho Jesus como meu Salvador pessoal. Ele me deu a paz interior que supera todos os entendimentos. Esta nova vida, que nasceu em mim, despertou um desejo de ler e estudar a Palavra de Deus. Mas como? a escrita de Braile (escrita para cegos, composta de pontos em relevo), também não poderia ajudar-me, pois não possuo mais os braços, nem mãos, nem dedos das mãos. Um dia Deus me falou pelo seu Espírito Santo: “MacPherson, aprenda a ler com a sua língua.” Então pedi uma Bíblia-Braile e comecei a aprender. Isto exigiu muita paciência. Finalmente, depois de muito estudo, consegui ler, utilizando minha língua.

Pedi-lhe, então, que lesse para mim um trecho da Bíblia. Aconteceu algo que jamais esquecerei: O homem idoso começou a ler com a língua. Primeiro tocava suavemente, o relevo da escrita Braile com a ponta de sua língua, depois pronunciava palavra por palavra. Dizia: Alegrai-vos sempre no Senhor...

Quantos capítulos você leu desta maneira?, perguntei.

Capítulos? perguntou o homem sorrindo. Li a Bíblia toda, do início ao fim, e isto várias vezes.

Fiquei tão impressionado que não pude fazer mais perguntas. MacPherson foi um dos maiores cristãos que encontrei em minha vida. (texto recolhido da Internet)

OBS: Quantas vezes você já leu a Bíblia???

PESSOAS QUE ENCONTRAMOS
NAS CONGREGAÇÕES

Algumas são como carrinho de mão:

precisam ser empurradas para trabalhar.

Algumas são como canoa:

só andam a remo.

Algumas são como gatinhos:

só ficam contentes quando são mimadas.

Algumas são como bola de futebol:

ninguém sabe ao certo que rumo vão tomar.

Algumas são como balão de gás:

cheios de ar e prontos para explodir.

Algumas são como os “trailers”:

tem que ser puxadas pelos outros.

Algumas são como cachimbo:

apagando e acendendo o tempo todo.

Algumas são como bateria descarregada:

sem nenhuma energia nem força.

Algumas são como o clima do sul:

instável, muda a todo tempo.

Algumas são como criança:

sem senso de responsabilidade.

Algumas são como telescópio:

podem ver o trabalho do Senhor à distância.

Algumas são como o microscópio:

sempre mostrando as falhas dos outros.

Algumas são como o submarino:

lá de vez em quando aparecem num culto.

Algumas são como o nascer do sol:

sempre podemos contar com elas.

Algumas são como uma rocha:

firmes, constantes, imutáveis e sempre abundantes no trabalho do Senhor.

 

Nossas Notícias

TEATRO E ASSISTÊNCIA SOCIAL

Os comentários sobre a apresentação do Grupo Arte Jovem, de Cerro Branco, foram muito bons. Tivemos cerca de cem pessoas assistindo e, ao final, muitos saíram motivados pelo belo testemunho dado pelos jovens gaúchos. Por outro lado, angariamos aproximadamente sessenta quilos de ali-mentos, os quais foram destinados à ERCE, entidade que dá assistência a crianças especiais em Campo Largo. Nossa gratidão a todos que ajudaram.

CUIDADOS DA NOSSA PROPRIEDADE

Ao que tudo indica, o forte do inverno foi embora. Logo chega a primavera e, com ela, a vegetação volta a crescer no seu ritmo normal. Isto significa que teremos que cuidar mais da nossa propriedade. A grama precisará ser cortada mais seguidamente e outra vegetação deverá ser eliminada. Verifique, no mural, o calendário de limpeza do pátio da igreja e, se você ainda não se inscreveu, não espere que alguém lhe peça para fazê-lo. Você também pode ajudar.

ENCONTROS DE CASAIS

Mais de dez casais tem participado de cada encontro, realizado uma vez ao mês. Assuntos de interesse conjugal tem sido debatidos em cada reunião e, conforme podemos observar, os participantes tem tirado bom proveito das conversas. Infelizmente, alguns casais ainda não participaram e outros vieram apenas uma vez. Não queremos forçar ninguém, mas estes casais poderiam nos dizer como se sentiriam motivados a vir aos encontros ou quais assuntos gostariam de ver tratados. Se vocês ainda não vieram, não percam o de setembro, será no dia 08, a partir das 19:30 horas.

GARRAFAS E LATAS

Este é apenas um lembrete: continue juntando suas latas de refrigerante ou cerveja (de alumínio), bem como garrafas pet. Quando tiver um bom número delas, traga para a igreja. Elas podem render material esportivo e muitos outros bens que precisamos. E pensar que nós jogamos estas coisas no lixo... Ajude sua congregação e cuide do mundo em que você vive.

DOMINGO DA FAMÍLIA

Devido ao mau tempo, o domingo da família programado para julho foi cancelado e transferido para o mês de outubro, em data que ainda será confirmada. De certo, apenas o local, que continua sendo a chácara do senhor Elói Eurich. Você não pode perder esta oportunidade de passar momentos muito agradáveis na companhia de irmãos e num lugar maravilhoso.

CHÁ DAS SENHORAS

Está marcado para o dia 10 deste mês um chá de confraternização, promovido pelo Departamento de Servas da CELCRE. Além da integração de todos os congregados e amigos, o chá também estará ajudando a coletar fundos para as obras de término do salão de nossa comunidade. Os ingressos podem ser adquiridos ao custo de R$ 3,00 a porção. Você também pode ajudar doando material para a elaboração dos comes e bebes. Participe.

CONFIRMAÇÃO

A princípio, ainda neste ano deverá acontecer a confirmação do voto batismal de algumas adolescentes. No entanto, nem todas as que estão no segundo ano serão confirmadas, uma vez que não atingiram, até agora, os objetivos de aprendizado previstos, bem como tem baixa participação em cultos e outras atividades da congregação. Se sua filha está nesta situação, incentive-a a melhorar. Ainda pode ser tempo.

AS OFERTAS E 2001

Estamos muito próximos do final do ano. Também estamos muito próximos do final da ajuda financeira que nos é dada pelo pastor Curt, bem como de outras fontes distritais e do subsídio da IELB. Isto significa que teremos uma entrada a menor de cerca de R$ 350,00 ao mês. Porém, os gastos aumentam, na medida em que precisamos cumprir as metas propostas no chamado pastoral. Por isso, embora o assunto não seja agradável, perguntamos: como podemos melhorar a situação? Será que cada membro já está ofertando o melhor e o máximo que pode? Observando o quadro de ofertantes, vemos que não, e que muitos nem estão ofertando ainda. Lembramos que são membros ofertantes todos os membros confirmados e que, cada qual, deveria levar sua oferta mensalmente ao altar, conforme Deus nos pede e conforme prometemos, ao nos tornar membros da congregação. Repense sua oferta e, se você ainda não é ofertante, procure a tesoureira. Lembre-se: Cristo ofertou 100% da sua vida para dar salvação total a você.

 

Doutrina

 

O que crêem os cristãos Luteranos? (I)

 

Nesta e nas próximas edições estaremos publicando um resumo daquilo que crêem, ensinam e confessam os cristãos luteranos.

 

DEUS

Cremos, ensinamos e confessamos que o conhecimento natural que o homem possui a respeito de Deus é imperfeito e insuficiente para a salvação. Conhecimento correto e salvífico o homem adquire somente pela Escritura Sagrada, na qual o Deus verdadeiro: Pai, Filho e Espírito Santo assim se revelou e se quer adorado. Qualquer outro culto é idolatria e abominação ao Senhor. Referências bíblicas: Romanos 1.19-20; Romanos 2.14-15; Deuteronômio 6.4; Mateus 28.19; João 5.23; 1 Coríntios 8.4-8.

 

HOMEM

Cremos, ensinamos e confessamos que o homem foi criado por Deus conforme a imagem divina, a qual consistia em bem-aventurado conhecimento de Deus, perfeita justiça e santidade. Essa imagem se perdeu com a queda em pecado. Agora o homem nasce com o pecado original, isto é, o pecado que herdamos de Adão, a completa corrupção de toda a natureza humana, agora privada da justiça original, inclinada para todo o mal e sujeita à condenação. Referências bíblicas: Gênesis 1.27; Gênesis 2.7; Gênesis 3.1-16; Salmo 51.5-15; Romanos 5.12; Salmo 143.3; Isaías 64.6.

 

PECADO

Cremos, ensinamos e confessamos que toda e qualquer transgressão da santa lei de Deus é pecado. Cada pensamento, palavra ou ato contrário à vontade de Deus é pecado. Cada pecado é rebelião contra Deus. O pecado é a causa de toda miséria neste mundo. O homem é responsável diante de Deus e terá que prestar contas de sua vida. E Deus julgará todos. Referências bíblicas: Ezequiel 18.20,30; Romanos 8.7; 1 João 3.4; Gênesis 8.4; Hebreus 9.27; Romanos 6.23.

 

EVANGELHO

Cremos, ensinamos e confessamos que Deus, em seu infinito amor, não abandonou os homens em sua ruína, mas resolveu salvá-los pela obediência, paixão e morte de seu Filho unigênito Jesus Cristo. O evangelho é a boa notícia dessa salvação. No evangelho, Deus oferece perdão dos pecados, vida e salvação a todos os homens. Todo o pecador arrependido, que confia nas promessas do evangelho, tem o que estas palavras lhe dizem e prometem: perdão dos pecados, vida e eterna salvação. Referências bíblicas: João 3.16; Romanos 1.16; Gálatas 3.5; 2 Coríntios 5.19.

 

SALVADOR

Cremos, ensinamos e confessamos que Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem. Como Filho de Deus, gerado do Pai desde a eternidade, é, em todos os sentidos, igual ao Pai e ao Espírito Santo. Como verdadeiro homem, nasceu da virgem Maria. Nasceu sem pecado e é, em todos os sentidos, verdadeiro homem. Como nosso substituto, cumpriu a lei de Deus, padeceu por nossos pecados e, por seu sacrifício e morte, consumou a obra de reconciliação. Desceu ao inferno para mostrar sua vitória sobre os nossos inimigos. Pela sua ressurreição dos mortos, Deus declarou ter aceito o sacrifício de Jesus. Jesus Cristo é o único Salvador da humanidade. Fora dele não há salvação. Jesus voltará, visível, ao mundo para julgar os vi-vos e os mortos. Referências bíblicas: João 1.1; Mateus 1.18-25; 1 Pedro 2.22; 2 Coríntios 5.19; 1 João 2.2; Colossenses 2.15; Romanos 1.14; At 10.42.

 

CONVERSÃO

Cremos, ensinamos e confessamos que a conversão de um pecador compreende contrição e fé. A conversão não é mera reforma moral ou a resolução solene de corrigir a vida, mas é completa mudança de toda a vida do homem. É o renas-cimento espiritual do pecador. É uma transformação milagrosa, operada pelos meios da graça: a palavra de Deus e os sacramentos. Sendo espiritualmente cego, morto e inimigo de Deus, o homem não se inclina a Deus nem pode dispor-se à graça ou aceitá-la. Por isso, a conversão é um ato exclusivo de Deus, no qual o homem é passivo. A essa graça, porém, o homem pode resistir. A Bíblia lembra que o homem é salvo unicamente pela graça de Deus mediante a fé em Cristo e que Deus quer a salvação de todos. O que é salvo, é salvo pela graça. O que se perde, perde-se por culpa própria. Referências bíblicas: Jeremias 31.18; João 1.12-13; Romanos 10.17; Atos 11.21; Efésios 2.1,5.

(Continua na próxima edição)

 

ÍNDICE DE INFORMATIVOS

PÁGINA PRINCIPAL